terça-feira, 13 de junho de 2017

Dieta Financeira

Lembram-se quando começaram a trabalhar, daquele primeiro salário minúsculo que nem dava para passar um fim de semana como deve ser? Lembram-se disso?

Naquele tempo, por mais incrível que pareça, o salário, com muito custo e sacrifício, conseguia levar-nos até o fim do mês. Porém, passou-se algum tempo e recebemos um aumento, ou mudamos para um emprego em que o salário é maior, e subitamente, o dinheiro já não chegava para nada. Conhecem esta sensação? Eu conheço muito bem, tanto que foi por isso que decidi estudar esta questão das finanças pessoais.



Isto sempre me intrigou, como é que quando era pouco dinheiro, conseguia gerir, mas agora que aumentou, é quase que impossível gerir? Depois de já estar há uns anos em finanças pessoais, desleixei-me num mês, foi puro ego, visto que explico as pessoas como devem organizar o seu dinheiro, então o meu consigo gerir até de olhos fechados (burro). O que notei quando dei conta da asneira que fiz, foi que, tinha de mudar a minha forma de gerir o dinheiro, tinha que prestar atenção a tudo que gastava. Há anos que não sentia na pele, a sensação de que a qualquer momento posso ficar desprovido de fundos para o resto do mês. Atenção um pequeno aparte, isto tudo sempre com Fundo de Emergência, e poupança intactos, estou somente a falar do dinheiro para gerir o mês.



Esta situação, fez-me recuar no tempo, para quando não percebia nada sobre dinheiro, e "nerd" como sou, aproveitei procurar aprender um pouco mais, para poder ajudar melhor a quem procura os meus serviços. Descobri uma coisa, que para mim pode parecer novidade, mas para muitos não é. Descobri o porquê de quando temos muito dinheiro, gastarmos sem limites. É muito simples, nem sei como é que nunca tinha percebido isto. Estão a ver quando estamos a fazer dieta alimentar, uma forma eficaz de termos a certeza que não caímos em tentação, é remover tudo que não podemos comer de perto de nós. No caso de gestão de finanças pessoais, uma técnica para melhor gerirmos o nosso dinheiro, é mante-lo longe de nós. Ou seja, se não temos dinheiro, não podemos gastar. Eu sei é muito simples e básico, mas eu nunca tinha visto as coisas assim.

Então, se estás a dar os primeiros passos na gestão do teu dinheiro, tenta fazer o seguinte, mal recebas o salário, pega numa parte dele, e põe num sítio que não tens acesso a ele, isso vai fazer com que sejas FORÇADO(a) a governares-te só com o que sobrou, e aí, por obrigação, irás sim gerir o dinheiro de forma que consigas chegar ao final do mês. É difícil? Só no início, mas depois ficas habituado(a) a tal.
Notem que esta técnica é só numa fase inicial, para obrigar-te a saber fazer contenção de custos. Depois quando achares que já é seguro, aí não precisas fazer isso, podes ter acesso ao teu dinheiro, mas assim que reparares que estás a voltar para os teus maus hábitos, volta a fazer dieta financeira.

Obrigado, até ao próximo episódio

2 comentários: