quinta-feira, 9 de junho de 2016

Porquê cometes os mesmo erros de sempre!!

Já leste uns tantos artigos meus, e para completar a informação foste a procura de mais uns livros, mais uns vídeos no Youtube, enfim, tens a cabeça praticamente a explodir de tanto conhecimento sobre Finanças Pessoais.
Tu sabes exactamente tudo o que deves fazer, passo a passo, e também sabes as consequências de não o fazeres, tanto que foi por causa delas que tomaste a decisão de tornar-te financeiramente competente, ou seja, poupar mais, criar fundo de emergência, não fazer dívidas desnecessárias, começar a investir... só que algo incrível acontece, tu simplesmente não fazes o que devias

Mas... porquê?


Tu melhor que ninguém sabes que não devias ter levado aquela peça de roupa que a tua amiga insistiu que comprasses, tu sabes que não devias ter pedido mais dinheiro emprestado porque nem consegues dar conta das dívidas que já tens, tu sabes muito bem que devias ter recusado o convite dos teus amigos para sair a noite hoje, afinal os teus fundos já não chegam... sabes que devias pôr algum de lado para emergências... simplesmente não o fizeste... mas bem lá no fundo tu querias fazer a coisa certa, mas como que por magia, puufffff disseste "sim" mais uma vez, e lá vais tu, a cometer as mesmas asneiras de sempre, para no dia seguinte, reclamares, e melhor de tudo, para dizeres "Essas coisas de gerir dinheiro não são para mim, nunca irei conseguir fazer isso." - Sim sim... ah pois sim...

Quando dei conta deste pequeno "handicap" que as pessoas encontram, fui atrás de uma explicação lógica, e encontrei no sítio mais improvável possível. - Isto sou eu a dizer que trabalho duro para ajudar-vos a saírem dessa. E é a sério.
Estava a ver um vídeo no Youtube, o jovem falava sobre dieta, e explicou porquê que as pessoas não cumprirem com as dietas, e não irem ao ginásio, ficou tudo claro para mim.

Aqui vai:
Nós somos guiados pelos nossos pensamentos - óbvio né - o que quer dizer que fazemos tudo que a nossa mente produz. A nossa mente, tem uma ideia daquilo que somos, ou seja, durante todos estes anos, o teu cérebro foi formando uma ideia de quem tu és, por isso que sabes que não és capaz de andar de mota a 300km/h, ou que não és capaz de pegar numa arma e andar aos tiros por aí, ou não és capaz de enfrentar um leão, ou que não és capaz de comer 100 hambúrguers... enfim, coisas que nunca sequer experimentaste fazer, mas o teu cérebro simplesmente sabe que não és dado a essas coisas porque não bate certo com a imagem que criaste sobre ti mesmo.


No caso da dieta, se a imagem que tens de ti mesmo, é de alguém com barriga grande e uns kilos a mais, por mais que saibas que ao fazer dieta e exercício irás ficar em forma, isso não bate certo com a imagem que tens de ti na tua cabeça, logo, tu inconscientemente negligencias a dieta e o ginásio, porque não vão de encontro com a imagem que tens de ti mesmo. Só quando consegues mudar a imagem que tens de ti, é que acreditas na dieta e focas-te no exercício, porque vai tudo de encontro com a imagem que tens sobre ti.

Espero ter sido claro. Se passarmos o mesmo conceito para o dinheiro, se na tua cabeça a imagem que tens de ti é de uma pessoa endividada, com problemas financeiros, dificilmente irás conseguir livrar-te das dívidas e organizar as tuas contas. Por mais esforços que faças, irás acabar sempre no mesmo sítio, que é exactamente na imagem que tens acerca de ti mesmo. 
Para conseguires efectivamente mudar de comportamento, muda primeiro a imagem que tens de ti, ou seja, antes de estares sem dívidas, tens que te ver como uma pessoa que normalmente não tem dívidas e que tem as contas organizadas, aí, só aí é que as tuas acções serão no sentido de ir de encontro com a imagem que tens acerca de ti. - Eu sei, isto hoje está muito abstracto...


Por isso que eu aconselho sempre as pessoas a pararem de usar discursos como "Eu sou um gastadora", "Eu sou um falido", "Estou sempre mal de dinheiro", "Nunca vou conseguir poupar", etc, são frases como estas que dão forma a imagem que tens sobre ti mesmo, e ao dizeres isto mais e mais, estás a dar mais solidez a essa imagem.
Napolean Hill tem uma frase que eu adoro, que é "Tudo que a mente concebe e acredita, pode alcançar.", sem dúvida que cada dia que passa, vou acreditando mais e mais nesta afirmação.

Então, não te martirizes por não estares a conseguir ser disciplinado com as tuas finanças, foca-te primeiro em identificar que imagem tu tens de ti mesmo, e se não concordas com ela, muda. Jim Rohn disse "Se você não gosta de como as coisas estão, mude! Você não é uma árvore."

Obrigado, até o próximo episódio...

4 comentários:

  1. palavras sabias bom saber que temos cidadaos mocanbicanos com ideias de prosperidade,,,
    e eu ainda tou no caminho da educacao financeira mas gostaria de ter alguem de mocanbique pra me ajudar nas duvidas... meu email Prislicunbe@gmail.com se fazes cursos eu gostaria de fazer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado. Também fico feliz por saber que há mais pessoas interessadas no tema. O curso de finanças pessoais, está a ser preparado, assim que for lançado irei avisa-lo. Irei adiciona-lo a newsletter assim ficará a par de todas as novidades, em primeira mão!!

      Eliminar
    2. O texto interessou- me muito, peco para adicionar-me ao seu newsletter: filipemavota28@gmail.com

      Eliminar
  2. Sábias palavras, sou nova no blogue mas gostei muito das matérias e da forma practica como são abordados. O texto acima penso eu que é o primeiro passo para usar todas as dicas que deixaste no blog porque só quando nos formos mentalmente fortes alcançaremos nossos objectivos, temos que acreditar que é possível.

    ResponderEliminar