quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

O que todos livros de Finanças Pessoais têm em comum!!

Desde que comecei a minha jornada neste mundo das finanças pessoais, ganhei o gosto por ler tudo que encontro pela frente acerca do tema. Já li muitas teorias, muitos métodos, uns a discordarem com os outros (eu sei, pareço um verdadeiro nerd a falar sobre o quão Física Quantica é interessante), por exemplo o Ramsey diz que o segredo da boa gestão de finanças pessoais está em fazer um orçamento... enquanto que o Sethi diz que orçamentos não resultam... e aparece o Bach a dizer que nem uma nem outra, o que se deve fazer é automatizar transferências para as poupanças e investimentos, e simplesmente viver com o que sobrar... e aparece o Kiyosaki a dizer que nada disso importa, o que conta é fazer dinheiro assim não terás mais que te preocupar com dinheiro.




Mas lá está, cada livro, é uma teoria diferente, porém, há uma coisa que reparei que todos eles mencionam. Até nos livros que não falam directamente sobre dinheiro, basta tocarem neste tema, infalivelmente irão falar sobre isto.
Duvidas? Então lanço aqui um desafio, pega em qualquer livro de Finanças Pessoais, não importa o autor, a nacionalidade, língua... eu garanto-te que irás encontrar uma parte que diz algo como... para teres sucesso financeiro tens de ter um objectivo claro por atingir.
Impressionante, todos falam nisto. No início eu ignorava este este conselho, e tentava fazer com que as minhas contas dessem certo, porém, eu nunca sabia em que pé estava. Se estava dentro ou fora da linha... simplesmente andava a organizar bem o dinheiro, mas depois não sabia ao certo o que fazer... isso porque não tinha um objectivo bem definido. 

Mas decidi, testar essa hipótese... estabeleci um objectivo a curto prazo, foi impressionante. Quando tens um objectivo, o teu dinheiro, os teus planos, a tua vida, organiza-se automaticamente de forma a atingires tal meta. 

O objectivo dá sentido a todo o esforço, todo sacrifício que tens de fazer para lá chegar, neste caso o fim realmente justifica os meios.
Antes que me perca, o meu objectivo é ajudar-te com esta história de objectivos. No início eu achava isto uma perca de tempo, porque punha-me a pensar logo nos meus objectivos de vida, ou seja, o que quero atingir daqui a 20 anos... e parecendo que não, é muito difícil chegar a um consenso contigo mesmo. Então, tal como sempre faço, decidi testar com um período curto... 3 meses (juntar dinheiro para comprar uma bicicleta... levou mais que 3 meses), depois fui aumentando mais e mais o tempo. Não vale a pena tentares começar com planos de 10 anos, se nem um de 1 mês fazes. 

Começa pequeno, começa a estabelecer metas para atingires em prazos curtos... e vai aumentando. Cada vez que conquistas uma meta, isso irá dar-te motivação para a próxima. E aos poucos irás meter na tua cabeça que quando traças uma meta... desistir está fora de questão, e irás fazer de tudo para lá chegares. Isto não serve só para o dinheiro, eu aplico em todas as áreas da minha vida e tenho tido bons resultados.

Então, qual será o teu primeiro mini-objectivo?

Obrigado, até ao próximo episódio...

Sem comentários:

Enviar um comentário