quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Tens oferecido dinheiro mais do que pensas!!

Toda gente comete erros de julgamento na hora de gastar dinheiro, é perfeitamente normal.
O que vou a seguir falar, não é um incentivo ao não consumo, longe disso, simplesmente quero que estejas consciente do que realmente se está a passar, ou seja, se estás a comprar algo ou a oferecer dinheiro.


Sim eu disse comprar ou oferecer. 

Vou definir comprar, quando em troca de algo útil entregas o teu dinheiro. Vou dar um pequeno exemplo, quando vais ao médico, quando vais comprar comida, enfim coisas essenciais. 


Ofereces dinheiro quando trocas o teu dinheiro por coisas puramente dispensáveis, como por exemplo, aquele sapato de sola vermelha cujo nome da marca eu não sei escrever nem pronunciar, uma tv nova, um carro novo, uma viagem para Bilene, etc.

Para saberes a diferença entre fazer uma compra e oferecer dinheiro, é muito simples, só tens que te fazer a seguinte pergunta: 

"Se eu não comprar este bem, o que irá acontecer comigo?"

Se a resposta for "Nada", então fica a saber que se comprares o bem, estarás efectivamente a oferecer dinheiro, pois o que estás a adquirir na verdade não é algo essencial, é um mero capricho, porém se a resposta não for "Nada", aí sim estarás a realmente fazer valer o esforço que fizeste para ganhar o dinheiro que estás a gastar.

Notem, que tal como disse no início, não estou a incentivar a ninguém a não gastar dinheiro, somente quero que saibam diferenciar as coisas.
Saber isto é útil na hora de cortar gastos para reforçar o nosso Fundo de Emergência, para pagar Dívidas, para juntar dinheiro para um dos 5 grandes momentos da vida. (Ups, esta dos 5 grandes momentos só quem recebe a Newsletter é que irá entender. Se ainda não recebes, envia-me o teu email para adicionar-te a lista).

Então, já não tens mais motivos para dizer que não sabias que aquela compra era um puro capricho. Não sou contra caprichos, toda gente os tem, porém, sou contra o facto de não saberes diferenciar entre um capricho e uma necessidade básica... isso sim é mau.

Até ao próximo episódio

Sem comentários:

Enviar um comentário