quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Fundo do poço!!

Quando conto a minha história, as pessoas ficam tocadas e ao mesmo tempo inspiradas. Gosto de saber que ao fazer isso motivo as pessoas a agirem. Porém sei também que muitas pessoas por mais tocadas que fiquem, têm a seguinte mentalidade "Estou mal, mas podia estar pior. Quando chegar no fundo do poço aí não terei escolha, irei mudar."

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Saiba porquê que comprar é tão bom!

Toda gente adora fazer compras. Todas idades, sexo, raça, nacionalidade.
Mas, qual é a magia por detrás desse acto que por muitas vezes nos leva a ruína?
Porquê que é tão bom, entrar numa loja, escolher um monte de coisas, ir ao caixa e pagar?
Quero apostar contigo em como já pensaste em ter um interruptor em que quando não queres comprar, podias desligar e pronto, problema resolvido, mas infelizmente não funciona assim.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Não lute para eliminar caprichos, mude de plano!!

Uma das "queixas" que mais ouço, é que ter as contas em dia é algo muito complicado, pois vivemos rodeados de tentações.
É algo que eu percebo perfeitamente, tanto que quando foi a minha vez de fazer essa mudança na minha vida, passei pelo mesmo.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Status não se compra!!

Sempre que o assunto é dinheiro, salta-nos a cabeça exemplo de pessoas que têm muito e de pessoas que fazem de tudo para parecerem que têm muito. Já devem ter reparado que eu tento sempre fugir a este tema, ou seja, não costumo dedicar muita atenção ao fenômeno da ostentação, que é um dos grandes problemas da nossa juventude aqui em Moçambique. 
O meu intuito é sempre o de ajudar e nunca de apontar o dedo a ninguém, afinal, eu mesmo numa fase da minha vida de forma tímida fiz parte deste grupo de ostentadores.

Então achei por bem partilhar com vocês o que sei sobre... STATUS.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Tens oferecido dinheiro mais do que pensas!!

Toda gente comete erros de julgamento na hora de gastar dinheiro, é perfeitamente normal.
O que vou a seguir falar, não é um incentivo ao não consumo, longe disso, simplesmente quero que estejas consciente do que realmente se está a passar, ou seja, se estás a comprar algo ou a oferecer dinheiro.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Achas que poupar é difícil? Vê esta dica!

Ainda não tive o privilégio de assistir a uma entrevista feita a nossa menina de ouro, Lurdes Mutola, mas posso tentar adivinhar o que ela responderia a seguinte questão:
- Lurdes, quando está a correr, está focada somente na meta?

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Como prever o imprevisto!

Quem segue o blog desde os primeiros posts já me ouviu (na verdade foi ler o que escrevi) várias vezes a falar disto, somente vejo que muita gente ainda não percebeu a sua importância.

Eu prefiro que não sejas muito bom com o teu dinheiro (mentira), mas que ao menos tenhas um Fundo de Emergência (pura verdade).
Fundo de Emergência é dinheiro que pomos de lado para nos ajudar em caso de emergências.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Quantos anos deve uma criança ficar na 4a Classe?

Quero começar este episódio com esta pequena questão.
Quantos anos deve uma criança ficar na 4a Classe? Aproximadamente? Para facilitar... podes dar um intervalo de tempo... por exemplo de 1 a 3 anos?
A resposta correcta é... SÓ UM.

E vocês dizem, "Ah, Antoninho é uma criança porreira, devia ficar uns 3 anos na 4a classe"... Não... não é assim que funciona, toda gente deve só ficar 1 ano na 4a classe.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Como poupar 10% do salário, sem esforço!

Lembras quando aprendeste a andar de bicicleta? Aprendeste a nadar? A ler? A conduzir?

Óbvio que te sentiste como a pessoa mais incompetente do mundo, e tinhas a certeza absoluta que NUNCA ias conseguir superar tal desafio. Porém voltaste a tentar, foste melhorando e hoje em dia fazes de olhos fechados. (óbvio que é uma forma de falar... não vais ler nem conduzir de olhos fechados, por favor)

terça-feira, 28 de julho de 2015

Comprar, construir ou arrendar uma casa?

Um dos nossos grandes dilemas é sem dúvida a habitação.
Não podia deixar de tocar neste assunto, afinal, o que dita esta decisão é o bolso. Não vale a pena estarmos aqui armados em "Ah eu decidi construir, porque estive a ver casas e nenhuma me agradou", ou "Estou a arrendar enquanto procuro a casa dos meus sonhos para comprar".

Vamos ser 100% realistas. O teu bolso tem grande participação nesta decisão.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

4 dicas para garantir que o teu orçamento funcione

"Orçamento não funciona"
"Não consigo fazer com que dê certo"
"É muito trabalhoso"

São queixas comuns que costumo ouvir quando o tópico é orçamento. É incrível que muita gente, nunca sequer já tentou sentar e fazer um orçamento, simplesmente ouve os pessimistas a falarem e acredita neles. 

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Antes de continuares com a tua rotina, tens de ler isto!

Olá pessoal.
Quero paresentar-vos dois amigos meus. O Carlos, jovem de 30 anos, gosta de curtir a vida. Do outro lado temos o António, também com 30 anos, também adora a vida e tem grandes planos para o futuro. Os dois trabalham na mesma empresa e ganham o mesmo, e fazem a mesma coisa.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Por falar em Universidade - Parte 2

Repara no seguinte, quando esperas até surgir o gasto para começares a procurar dinheiro é sempre estressante, porque isso dá cabo de todos teus planos, do teu orçamento. O sensato é quando chegar a altura já ter todo dinheiro preparado.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Por falar em Universidade - Parte 1

Ultimamente tenho ouvido pais a reclamarem que as Universidades hoje em dia estão caras, tem de se desdobrar para pagar as mensalidades. Concordo e discordo. 
Não há um preço alto quando se está a falar de educação, tal como Derek Bok diz, "Se achas que educação é cara, devias experimentar o custo da ignorância". 
Pondo essa conversa toda de lado, falando puramente em termos de dinheiro, SIM são valores deveras arrepiantes.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Riqueza

Era suposto estar a preparar a matéria para a aula de amanhã, mas este artigo está entalado na minha cabeça e não me deixa pensar em mais nada.

Riqueza mede-se em termos de Património Líquido (PL), ou seja, o somatário de todos teus Activos (A) (tudo aquilo que gera valor, por exemplo, Terrenos, Casa Arrendada, Empresa, Dinheiro, etc), subtraindo todos os Passivos (P) (tudo aquilo que tira valor, por exemplo, dívidas, prestação da casa e carro, impostos, etc), ou seja PL = A - P.
Isto sim é que dita a tua riqueza. 

Se queres começar a acumular riqueza, primeiro tens que apurar o teu PL, que é para saberes onde estás, só depois é que poderás traçar um plano para chegares onde queres chegar. Reparem que um milionário, não é quem tem 1.000.000,00 USD, é quem tem um Património Líquido de 1.000.000,00 USD.

Logo, para aumentar o nosso PL, temos que diminuir os nossos P e aumentar os nossos A. Gosto muito desta história de Finanças Pessoais, porque é muito simples, mas não é fácil, porém, não posso negar que é muito simples mesmo. Ou seja, o segredo para seres verdadeiramente rico, não é ter bens de luxo, mas sim comprar Activos e diminuir os teus Passivos.

Agora lanço o seguinte desafio para ti... Calcula o teu Património Líquido. 

PS - Se for menor que ZERO, quero que fiques a saber que és mais pobre que muitos mendigos que andam por aí, pois, eles ao menos, tem um PL = 0. Mas relaxa, já sabes o que tens de fazer... livra-te dos passivos.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

quarta-feira, 17 de junho de 2015

És "cacata"?

O artigo não é sobre isto, mas irei partilhar o meu pequeno segredo no que toca a concepção dos artigos. Grande parte dos meus artigos só me aparecem quando estou longe de uma caneta e de um papel, então, simplesmente ligo o gravador de voz do telemóvel, e falo sobre o artigo. Depois com calma, volto a ouvir, e consigo facilmente escreve-lo. Fica a dica.

As vezes sou rotulado de "Cacata". Estou muito agradecido por este rótulo! Não imaginam a felicidade que isto me traz, isto porque é sinal que não sou gastador compulsivo. É sinal de que não sou normal, e isso é muito bom, porque o normal hoje em dia, significa viver de salário em salário, andar falido, endividado e gastar a toa sem olhar para o futuro.

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Giveaway

Decidi fazer um "Giveaway".

Organizei o orçamento que usei para dar os meus primeiros passos, aprimorei, quem me dera que o tivesse recebido assim como está hoje.

Estou a oferecer este orçamento, já não tens mais desculpas para não pôr em ordem as tuas contas. Enquanto não usares um orçamento, irás sempre perguntar para onde foi o teu dinheiro, em vez de dizeres para onde deve ir.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Definição de insanidade!

Einstein definiu insanidade da seguinte forma, "Fazer a mesma coisa vezes sem conta e esperar resultados diferentes".

quarta-feira, 27 de maio de 2015

O teu tempo!

Uma coisa que sempre me deu voltas a cabeça, é o tempo. 

Sim tempo.

Durante a nossa vida, entregamos o nosso tempo na escola primária, depois secundária e finalmente na universidade, mas não acaba por aqui. Quando saímos da Universidade parte-se do princípio que devemos entregar o nosso tempo ao nosso trabalho, até quando? Até os últimos dias da nossa vida. 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Cada macaco no seu galho!!

Quando converso acerca de contas bancárias e digo que tenho mais de 4 contas, noto algo muito engraçado nas pessoas, é como se estivessem a pensar numa das 3 possibilidades:

1- Este gajo é super milionário
2- Este gajo sem dúvida que é chanfrado
3- Pronto, temos aqui um verdadeiro geek de finanças pessoais com esquemas malucos

Óbvio que sou uma mistura das 3, só não irei dizer as percentagens.
Mas para além disso, isto tudo tem uma razão de ser.

Quando eramos pequeninos e mandavam-nos arrumar a casa, nós aprendemos que os talheres ficam na gaveta dos talheres, os pratos no armário dos pratos, a roupa de festa naquele baú no quarto dos cotas, assim só com a autorização deles podíamos usar, ou seja, cada macaco no seu galho.
Daí que eu olho para o dinheiro da mesma forma, existe dinheiro para gastar em lazer, dinheiro para investimentos, emergências, grandes compras, férias, etc.

Tal como aprendi na infância, eu faço o mesmo com o dinheiro, organizo-o de forma separada, isso porque, quando chega a hora de gastar, por exemplo já sei que se precisar de um talher, não vou a gaveta dos pratos, nem ao baú, sei que está na gaveta dos talheres. Ou seja, quando eu preciso de dinheiro para uma emergência, não vou aleatoriamente a uma conta e tiro de lá dinheiro... não, eu vou a conta de emergência e tiro de lá o dinheiro, e também fico a saber quanto tenho para emergências. O mesmo se passa com todas as outras contas.

Isto ajuda-me imenso, porque em todo o momento eu consigo saber quanto tenho disponível, para tudo, ou seja, para lazer, investimento, viagem, etc. E organizo a minha vida de forma que se encaixe nos valores que tenho em conta. 

Para quem está a construir (e não só) isto é de uma utilidade brutal, porque, eu antigamente, conduzia a minha obra da seguinte forma, recebia e gastava quase tudo na obra, sem limites nenhuns, a obra andava mas tudo o resto ficava parado, e não havia controlo nenhum, a obra é que ditava a minha vida.

Quando adoptei este sistema, tudo mudou. Agora tenho uma conta em que guardo lá dinheiro para a obra, e na obra SÓ gasto o valor disponível naquela conta. Se não tenho o valor para cobrir o passo que quero dar, não tenho outra opção senão esperar até o dia que tiver. Eu sei, é muito complicado ver a obra parada, sabendo que noutras secções tens dinheiro que podia cobrir tais custos, só que está errado porque sem dares por ela, vais andar sempre falido/a, e vais usar dinheiro que tinhas destinado para outras coisas, fazendo com que a tua vida gire a volta da obra.



Se tens todo o dinheiro junto, e tens uma emergência na obra, és capaz de gastar muito mais do que devias, e dás cabo da poupança, das tuas férias, daquela TV que querias comprar, enfim, toda tua vida pára. Porém se tens o dinheiro separado, e tens uma emergência, vais para a conta de emergências, e se esta não cobrir, analisas nas outras contas e escolhes o que estás disposto/a a sacrificar, se é a tua obra, as tuas férias, etc, mas és TU que escolhes e não o teu dinheiro. Sempre que puseres o dinheiro no controlo, vais ter problemas.

Comigo resulta, e sei sempre até onde posso ir em todos departamentos da minha vida, sei até onde me posso comprometer, dá uma sensação de total controlo. Experimenta!!



Até ao próximo episódio

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Novo salário em 3 passos!!

Alguém cujo nome não irei revelar, perguntou-me:
Que dicas rápidas me podes dar para aumentar o meu salário?

Eis a minha resposta.
Isto só funciona se realmente te empenhares. Três passos simples:

1 - Marcas reunião com o responsável, e dizes algo como "Eu quero um aumento de X (óbvio que será negociável) no meu salário, porém quero merece-lo (ah pois é), porque percebo que vivemos tempos de crise (é a desculpa que iam dar-te para rejeitarem a tua proposta), então sei que para receber mais tenho que criar mais valor para a empresa. Por isso pergunto-lhe, o que tenho de fazer, que números tenho de atingir para conseguir este salário? (Neste momento ele não tem muito por onde fugir, se o objectivo dele é fazer a empresa crescer, vai dar-te uma lista)"

segunda-feira, 20 de abril de 2015

O Clube da Joaquina!!

Conheçam a Joaquina. Jovem, inteligente, dedicada, ambiciosa. 
Joaquina teve uma ideia para fazer dinheiro. Ela é boa a fazer roupa. Então fez 10 vestidos lindos, e como era de se esperar vendeu todos no espaço de 4 dias. Uau. Joaquina que para fazer os vestidos gastou 3.000,00 Mt, recebeu no total 10.000,00 Mt, quanto lucro. O próximo passo da Joaquina foi dirigir-se ao shopping onde comprou um telemóvel de 11.000,00 Mt.

terça-feira, 14 de abril de 2015

A meu ver existem 3 classes!!

É impressionante que antigamente a minha vida girava em volta do que eu queria comprar, ou seja, a minha motivação era o consumo. Gastava mais energia a pensar no que vou comprar em vez de focar-me em ganhar mais dinheiro.
Sim eu sei, a sociedade não olha com bons olhos quem assume que quer ganhar dinheiro. O mais incrível é que grande parte da sociedade o quer, mas isso não é da minha conta.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Porquê que não deves acreditar em mim!!

Peço imensas desculpas por não ter dito isto o mais cedo possível, porém, tu não podes acreditar nas coisas que eu digo. Deixa-me explicar-te, o que eu falo é abrangente, toca na superfície da vida de muita gente, porém, não pode ir a fundo, ou seja, eu não sei quem és, não sei onde moras, não sei quais são as tuas aspirações, os teus sonhos, os teus medos, os teus desejos, os teus objectivos, logo, é impossível para mim, sem te conhecer direito, escrever algo que irá encaixa-se direitinho na tua vida e irá resolver os teus problemas.

quarta-feira, 18 de março de 2015

O que é que as pessoas irão pensar de mim?

Quando começo a dizer as pessoas o que devem alterar no seu estilo de vida se querem realmente tornar-se financeiramente competentes e eventualmente atingir independência financeira, noto algo no olhar das mesmas, é uma mistura de esperança e medo.
Esperança porque sabem que ao contrário do que pensavam, existe uma solução palpável e alcançável para os seus problemas.

Medo, porque para porem as suas contas em dia, terão de mudar o seu estilo de vida, e a grande questão que recai sobre eles é “O que é que as pessoas irão pensar de mim?

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A grande desculpa!!

Depois de lerem o meu blog, aturarem as coisas absolutamente estranhas que digo, não sei porquê, mas as pessoas querem saber mais e mais acerca de finanças pessoais. Então aproximam-se e querem mais algumas dicas, e bom menino como sou, dou de coração. Só que o engraçado é que algum tempo depois, cruzo-me com as tais pessoas, e quando pergunto se algo mudou, grande parte delas responde-me assim “Epah, tenho os conhecimentos, só que agora ainda não estou a ganhar muito, mas assim que acertar um bom job, irei pôr tudo em prática.”

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Unidade de Medição

Antes de começar quero fazer-te uma pergunta que ouvi num documentário acerca de finanças pessoais, que é, “Em caso de emergência, consegues num prazo de 30 dias reunir 2000 USD (+-64.000,00 Mt)”. Achei as respostas muito engraçadas, desde o “peço emprestado a minha família”, ao “Se raspar todos meus cartões de crédito acho que consigo”. E tu, consegues?

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

O teu próximo salário!

Estavam a pensar que finanças pessoais é só afinar no orçamento, parar de comprar produtos de marca, diminuir nas saídas. Pois bem, realmente isso faz parte, porém, recomendo fazer esse tipo de mudanças para quem está no início, que é para aprender a dominar as suas contas, e ganhar alguma estabilidade financeira para o próximo passo, que é, aumentar o rendimento.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Porquê!?

Antes de mais nada quero desejar um Feliz Ano Novo para vocês, que tudo corra espetacularmente bem.

Este artigo será puramente virado para o lado dos 80% comportamento, irei entrar um bocado na onda dos artigos motivacionais, porém, o que irei dizer é a mais pura e simples verdade.

Estive a ler alguns artigos aqui do Blog, e sem dúvida que de forma muito descontraída, disponibilizei material mais que suficiente para qualquer um fazer uma mudança radical na sua vida financeira. Quando comecei a "pregar" esta mensagem, tinha muitos no meu barco, porém foram poucos que conseguiram aguentar a viagem e chegar até ao porto comigo.
A grande questão aqui é, porquê?