quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Os 3 tipos de dívidas!!

Cada dia que passa, cada vez mais pessoas entram em contacto comigo, querem saber mais e mais acerca de finanças pessoais, e eu que pensava que era o único que não sabia o que andava a fazer com dinheiro. Meu muito obrigado pelos elogios e incentivos que tenho vindo a receber. Antigamente escrevia só para partilhar, agora sinto uma grande responsabilidade cada vez que sento-me para escrever, afinal tenho pessoas a passear na caixa de entrada do e-mail, aqui no blog, quase todos os dias a espera de material novo. Sem mais demoras, vamos lá falar dos 3 tipos de dívidas.
Na minha óptica, existem boas dívidas, más dívidas e só podes estar maluco(a) dívidas.

Boas dívidas, são aquelas que fazes para adquirir bens que irão aumentar o valor do teu património, ou seja, bens que irão valorizar com o passar do tempo, por exemplo, uma casa (comprar ou construir), abrir um negócio, pagar a faculdade/curso (sim educação é um dos melhores investimentos que podes fazer para ti. Se reparares, grande parte dos milionários, tem uma biblioteca em casa... coincidência?), etc.

Más dívidas, são aquelas que fazes para adquirir bens que irão perder valor com o andar do tempo, por exemplo, um CARRO, mobília, electrodomésticos, Iphone 6, etc. Para comprar este tipo de bens, tens de juntar dinheiro, sim tens de juntar dinheiro. Quem me dera ter escrito e lido este texto antes de comprar o meu carro, num dos próximos episódios conto esta história de fazer rir e chorar.

“Ai e tal, mas o carro que quero é muito caro, ia ter de juntar dinheiro a minha vida toda!”, é sinal de que com o que tu ganhas, não podes comprar o carro que queres, muda o carro ou aumenta os teus rendimentos. Se não queres fazer nenhum dos dois, anda a pé e pára de reclamar.

“Ah mas se eu negociar com o banco umas mensalidades baixinhas até que dá”. Óbvio que dá, mas aprende aqui uma coisinha comigo, quanto mais tempo ficas a pagar ao banco, mais dinheiro pagas. Para informares-te melhor acerca de empréstimos bancários, vai conversar com o teu gestor de conta, leva contigo uma caneta, papel e calculadora, e pede o máximo de simulações possíveis, é obrigação deles fornecerem-te toda informação. É engraçado como muita gente tem empréstimos, mas se perguntares qual é a taxa de juro que estão a pagar, não sabem. É o teu caso? Calma, muita gente está na mesma situação que tu, porém, dá uma ligadinha para o banco e põe-te a par.

Entendo, numa cidade como a nossa, em que os transportes são precários, ter um carro, é quase uma necessidade e não um luxo, porém, o carro não deixa de ser um dos bens que mais rápido perde valor. Já tive esta conversa com muitos amigos meus, e toda gente fica chateada quando eu digo que quando compras o teu carro, mal ele atravessa o portão do parque, já perdeu 20% do seu valor, e passados 2 anos, perde cerca de mais 30%, por isso que gastar muito dinheiro na compra de um carro, é mesmo coisa de quem tem muito dinheiro. Se este não é o teu caso, então, abre o olho e fecha o bolso.

Nem vou falar do pessoal que paga mobílias as prestações com juros, e muito menos daqueles que pedem empréstimo no banco para comprar mobília e electrodomésticos. Dizem que paciencia é uma virtude, e concordo com isto, ou seja, nem tudo que tu queres tens de ter agora, calma, faz um plano, e ESPERA.

Quando saí de casa dos meus pais, minha casa dava para jogar futebol lá dentro, de tão vazia que estava, passo a passo, fui comprando a mobília, qual foi o segredo? Ui, uma fórmula secreta que já vem desde a invenção da moeda... é muito simples... guardar dinheiro, tal como os nossos avós fizeram. (E quem conhece a minha casa sabe que ainda dá para jogar futebol lá dentro!!)

Só podes estar maluco(a) dívidas, são aquelas dívidas que revelam que estás claramente a precisar de “1 on 1” comigo! Fazer dívida para pagar dívida... este é um exemplo clássico. Pode parecer que estás a resolver um problema, mas lamento informar-te, não estás, continuas, na mesma, só ganhaste mais tempo e mais um inimigo. Se tens hábito de fazer isto, pára, já!

Fazer dívida para viajar, para comprar roupa, para “txilar”... a sério!? Tipo... roupa!? Viajar!? Que curtição é essa tão importante a ponto de hipotecares o teu bem estar financeiro porque simplesmente tens de lá ir!?

Abrir conta no bar, no salão... Oh Meu Deus, acho que devias pensar seriamente na hipótese de contratar uma espécie de babá financeira, porque o teu caso é gravíssimo e provaste que não tens competencia para gerir o teu próprio dinheiro. Eu quero viver num mundo em que ninguém tem dívidas no bar, no salão, na loja de roupa! Sim estou a ser “mau” de propósito, para perceberes a gravidade das coisas.

Ter este tipo de dívida é sinal de que estás no vermelho, cada dia que passa estás a ficar mais pobre, porque gastas mais do que ganhas. Se estás nesta situação, entra em contacto comigo, e faremos um plano para saíres dessa.

Apanha o seguinte, o teu salário é a tua maior arma para construir riqueza, ao fazeres dívidas inúteis, estás a diminuir a tua capacidade de fazer riqueza, estás a hipotecar o teu futuro, por isso, livra-te das dívidas desnecessárias, mesmo das boas dívidas, não deves abusar delas.

Como fazer para sair das dívidas? Simples, gasta menos do que ganhas. Só isso!


Até ao próximo espisódio.

Sem comentários:

Enviar um comentário