terça-feira, 29 de julho de 2014

É caro mas eu quero!!

Quando estava a dar os meus primeiros passos neste mundo das finanças pessoais, a minha mentalidade era de simplesmente direccionar todo o meu dinheiro para pagar dívidas. Só que depois as dívidas acabaram, porém eu continuava com a mesma mentalidade, ou seja, sentia que não podia gastar o meu dinheiro, limitava-me somente a comprar o essencial, e privar-me de certos luxos. Foi quando percebi que algo não estava certo, se ser financeiramente competente é viver sem luxos, então eu não sabia até quando ia aguentar este estilo de vida. Foi quando li em uma das muitas newsletters de Educação Financeira que recebo, que há uma forma de gastar o dinheiro em luxos, de forma racional.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Dinheiro ocasional!

Poupar dinheiro não é uma coisa fácil, afinal nem todos somos disciplinados e temos a capacidade de manter o sangue frio quando o assunto é dinheiro e emoções, tudo misturado. Por isso mesmo que estou a desenhar uma forma de elaborar planos financeiros, de modo que não tenhas que segurar os teus impulsos. É isso mesmo que leste, um plano em que irás poupar, criar fundo de emergência, guardar dinheiro para uma viagem, comprar seja lá o que quiseres, etc., sem teres que controlar os teus impulsos gastadores.

terça-feira, 15 de julho de 2014

3 hábitos que sabotam as tuas finanças!

Depois de algumas consultorias comecei a reparar em certos aspectos em comum que muita gente tem, que danificam gravemente as suas finanças. Curiosamente eu também tinha estes hábitos e em momento nenhum via malícia neles, isso se calhar porque nem sabia que os tinha. Sem mais demoras, aqui estão eles:

domingo, 13 de julho de 2014

Paga a ti primeiro

Uma coisa que eu adoro é criar lucidez nas pessoas acerca do dinheiro que ganham, porque muita gente vive enganada, e chega mesmo a pensar que o número que vem na folha de salário, é efectivamente o dinheiro que ganha. Também foi um choque para mim quando descobri quanto realmente ganhava.

A vida é fácil!

Juro que não sei quem é que anda a propagar esta mentira por aí. Não meus amigos, a vida não é fácil, o que acontece é que certas pessoas aceitam essa realidade e esforçam-se para desenvolverem e estarem a altura dos desafios da vida, porém, esta nunca deixa de ser difícil, é um dado garantido.
Tudo que vale a pena na vida tem um preço alto, e só quem está disposto a paga-lo é que terá acesso a tal.
“Mas Domingos, eu pensei que fosses falar de finanças!”

Aconteceu, e agora?


Edward Murphy é o inventor da Lei da Murphy que diz algo como “Se algo pode dar errado, dará.” Não é ser pessimista, porém temos que assumir que nas nossas vidas aconteceram, acontecem e irão sempre acontecer imprevistos, situações totalmente inesperadas. Agora faço esta pergunta: se por acaso perderes o teu emprego (fonte de rendimento) neste exacto segundo, o que será da tua vida nos próximos meses? Dramatizei um bocado para poderem perceber a importância do que vou falar a seguir. 

A única coisa que precisas saber!

Durante esta jornada irei dar-vos o necessário para livrarem-se de dívidas, começarem uma poupança, fundo de emergência (sim, são coisas diferentes, mais a frente irei explicar, vamos com calma), fazer e gerir um orçamento, alocar fundos para a vossa educação e/ou dos vossos filhos, alocar fundos para a vossa obra e/ou compra de casa, aumento salarial, busca de emprego, entrevista de emprego... muito muito mais.
Não vos quero matar com muita literatura logo no primeiro episódio, então peguem num papel e numa caneta (não pode ser lápis, isso é para escolinha).