quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Festa de casamento

Na página do Facebook, um jovem pediu-me que desse a minha opinião acerca das festas de casamento, do ponto de vista financeiro.
Em primeiro lugar tenho que alertar que não sou casado e nunca casei (hoje em dia nunca se sabe), então a minha análise será puramente financeira, sentimentos e euforias à parte.

Antes de mais nada, quando me vêm a palavra casamento, penso em duas pessoas a viverem como uma só, logo para mim é crucial, antes do “sim”,

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Ebook - O meu primeiro orçamento

Este Ebook, fala exclusivamente do orçamento.
As ferramentas que dou no ebook, são suficientes para mudar completamente o rumo da tua vida financeira.
Somente ler o ebook não irá mudar a tua vida, o que irá mudar é pôr em prática o que está lá descrito. E se não acreditas que realmente funciona, eu sou o primeiro exemplo, e já agora, se tentares e nada mudar (o que eu duvido muito), não terás perdido nada.





Espero que gostem. Podem baixar, e é 100% grátis, afinal estamos perto do Natal.



PS - Francisco, este Ebook é dedicado a ti.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Juntos na riqueza e... juntos!

Já há muito tempo que quero falar sobre este assunto, porém, sei que é um bocado delicado e o que irei dizer irá soar um bocado "controverso", porém, dinheiro não tem cultura, não tem moral, não tem costumes, e muito menos gênero.

Antes de enrolar, irei lançar a bomba, depois irei enrolar.
Num casal, os dois devem participar activamente e igualmente no controlo das suas finanças. Pronto está dito.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Poupar ou não poupar? Eis a questão...

Sempre tive uma mentalidade voltada para a poupança, por mais que não conseguisse poupar, sentia sempre a necessidade de ter algum guardado. Há pessoas que quando digo que tem de poupar, respondem-me da seguinte forma:

“Porquê poupar? E se eu morrer antes de ter tido o prazer de gastar o meu dinheiro?”

Também já ouvi“Mais vale gastar agora que sou jovem, quando for velho não terei energia?”

terça-feira, 21 de outubro de 2014

As 5 pessoas que arruínam as tuas finanças!!

Hoje em dia, quando as pessoas descobrem que sou um geek de Finanças Pessoais, normalmente perguntam se sou rico, de seguida pedem dicas de como ficarem ricas.
Pois bem, não irei dar dicas de como ficarem ricos, porque isso é fácil demais. Irei dar-vos uma lista de 5 pessoas de quem vocês tem de estar muito atentos, senão vos irão levar a falência. 

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Finanças Pessoais VS Ginásio – 6 semelhanças

Lembram-se que no início falei-vos que finanças pessoais é 80% comportamento e 20% conhecimento? Claro que sim. Pois bem, o acto de ir ao ginásio é quase a mesma coisa. Hoje irei focar-me somente na parte do comportamento.
Não preciso sequer dizer que recomendo que toda gente vá ao ginásio, afinal faz bem a saúde e ao teu bolso, sim, ao teu bolso, afinal se estiveres em forma, diminui as tuas visitas ao médico, e num futuro longíquo, quando fores velhinho(a), terás melhor qualidade de vida porque o teu corpo ainda estará em dia. Chega de sermão, agora vamos ao que interessa.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

As minhas 5 contas

Sempre que alguém abre a carteira, tenho o vício de espreitar e tentar contar quantos cartões a pessoa tem. É impressionante, há pessoas que dão a sensação de que coleccionam cartões do banco, ou, é sinal de que tem as contas muito bem organizadas.
Agora irei partilhar com vocês o sistema que uso. Atenção, este é o meu sistema, funciona bem comigo, não é um facto universalmente incontornável, vocês são livres de organizar a vossa maneira.

Aqui estão, depois de muitas experiências, as 5 contas que acho essenciais:

Conta Poupança – Nesta conta, deposita-se o dinheirinho para a tua reforma. Sim, isso mesmo, a não ser que queiras trabalhar para sempre, tens que começar a guardar algum para quando fores mais

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Como contrair empréstimo sem perder paz financeira!!

Se estás a pensar em contrair um empréstimo bancário, óbvio que chegaste a conclusão que realmente tem de ser e não é por nenhum capricho, faz o seguinte:

Primeiro faz um estudo de mercado, para saberes que banco irá fornecer-te as menores taxas de juro, e menores encargos.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Os 3 tipos de dívidas!!

Cada dia que passa, cada vez mais pessoas entram em contacto comigo, querem saber mais e mais acerca de finanças pessoais, e eu que pensava que era o único que não sabia o que andava a fazer com dinheiro. Meu muito obrigado pelos elogios e incentivos que tenho vindo a receber. Antigamente escrevia só para partilhar, agora sinto uma grande responsabilidade cada vez que sento-me para escrever, afinal tenho pessoas a passear na caixa de entrada do e-mail, aqui no blog, quase todos os dias a espera de material novo. Sem mais demoras, vamos lá falar dos 3 tipos de dívidas.
Na minha óptica, existem boas dívidas, más dívidas e só podes estar maluco(a) dívidas.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Falsa imagem financeira, traz problemas financeiros verdadeiros!!

Imaginem o seguinte cenário:
(Qualquer semelhança com a realidade, é pura coincidência)

Estamos em pleno Cafinanças, a tomar o nosso café, num papo intenso, quando reparamos num Audi A4, modelo bem recente, a estacionar. Sai de lá um jovem, pela sua roupa, parece catálogo de revista de moda, só marcas. Senta-se numa mesa, e manda vir um duplo de Blue Label, enquanto espera pelo seu whisky, troca algumas SMS num dos seus Iphone 5.
Logo a seguir, pára ao lado do Audi, um Toyota Vitz (não o modelo recente).

terça-feira, 12 de agosto de 2014

O porquê de o teu Orçamento não funcionar.

Sempre que as pessoas queixam-se das suas finanças, eu faço a seguinte pergunta “Fazes orçamento?”. É incrível, grande parte das vezes, ao contrário do que eu esperava, recebo uma resposta positiva. Afinal grande parte das pessoas faz orçamento, o que é um óptimo começo, só que as coisas entortam porque todos dizem que não conseguem ficar dentro do orçado, ou seja, o orçamento não funciona.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Foi a última vez que emprestei dinheiro!

Sempre li que emprestar dinheiro era uma coisa má, mas o sentimento de querer ajudar levava sempre a melhor.

Uma pessoa muito amiga e confiada, liga para mim um dia e diz-me que precisa de dinheiro emprestado, irá devolver na sexta-feira (era uma quarta feira). Já a tinha pedido emprestado dinheiro uma vez e paguei dentro do prazo. A pessoa já me tinha pedido uma vez, e pagou, mais ou menos dentro do prazo. Não vi problema nenhum (Erro Nr.1), tirei o dinheiro do meu Fundo de Emergência (Erro Nr.2), afinal o que poderia acontecer em 2 dias?

terça-feira, 29 de julho de 2014

É caro mas eu quero!!

Quando estava a dar os meus primeiros passos neste mundo das finanças pessoais, a minha mentalidade era de simplesmente direccionar todo o meu dinheiro para pagar dívidas. Só que depois as dívidas acabaram, porém eu continuava com a mesma mentalidade, ou seja, sentia que não podia gastar o meu dinheiro, limitava-me somente a comprar o essencial, e privar-me de certos luxos. Foi quando percebi que algo não estava certo, se ser financeiramente competente é viver sem luxos, então eu não sabia até quando ia aguentar este estilo de vida. Foi quando li em uma das muitas newsletters de Educação Financeira que recebo, que há uma forma de gastar o dinheiro em luxos, de forma racional.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Dinheiro ocasional!

Poupar dinheiro não é uma coisa fácil, afinal nem todos somos disciplinados e temos a capacidade de manter o sangue frio quando o assunto é dinheiro e emoções, tudo misturado. Por isso mesmo que estou a desenhar uma forma de elaborar planos financeiros, de modo que não tenhas que segurar os teus impulsos. É isso mesmo que leste, um plano em que irás poupar, criar fundo de emergência, guardar dinheiro para uma viagem, comprar seja lá o que quiseres, etc., sem teres que controlar os teus impulsos gastadores.

terça-feira, 15 de julho de 2014

3 hábitos que sabotam as tuas finanças!

Depois de algumas consultorias comecei a reparar em certos aspectos em comum que muita gente tem, que danificam gravemente as suas finanças. Curiosamente eu também tinha estes hábitos e em momento nenhum via malícia neles, isso se calhar porque nem sabia que os tinha. Sem mais demoras, aqui estão eles:

domingo, 13 de julho de 2014

Paga a ti primeiro

Uma coisa que eu adoro é criar lucidez nas pessoas acerca do dinheiro que ganham, porque muita gente vive enganada, e chega mesmo a pensar que o número que vem na folha de salário, é efectivamente o dinheiro que ganha. Também foi um choque para mim quando descobri quanto realmente ganhava.

A vida é fácil!

Juro que não sei quem é que anda a propagar esta mentira por aí. Não meus amigos, a vida não é fácil, o que acontece é que certas pessoas aceitam essa realidade e esforçam-se para desenvolverem e estarem a altura dos desafios da vida, porém, esta nunca deixa de ser difícil, é um dado garantido.
Tudo que vale a pena na vida tem um preço alto, e só quem está disposto a paga-lo é que terá acesso a tal.
“Mas Domingos, eu pensei que fosses falar de finanças!”

Aconteceu, e agora?


Edward Murphy é o inventor da Lei da Murphy que diz algo como “Se algo pode dar errado, dará.” Não é ser pessimista, porém temos que assumir que nas nossas vidas aconteceram, acontecem e irão sempre acontecer imprevistos, situações totalmente inesperadas. Agora faço esta pergunta: se por acaso perderes o teu emprego (fonte de rendimento) neste exacto segundo, o que será da tua vida nos próximos meses? Dramatizei um bocado para poderem perceber a importância do que vou falar a seguir. 

A única coisa que precisas saber!

Durante esta jornada irei dar-vos o necessário para livrarem-se de dívidas, começarem uma poupança, fundo de emergência (sim, são coisas diferentes, mais a frente irei explicar, vamos com calma), fazer e gerir um orçamento, alocar fundos para a vossa educação e/ou dos vossos filhos, alocar fundos para a vossa obra e/ou compra de casa, aumento salarial, busca de emprego, entrevista de emprego... muito muito mais.
Não vos quero matar com muita literatura logo no primeiro episódio, então peguem num papel e numa caneta (não pode ser lápis, isso é para escolinha).